10 Principais dúvidas sobre coworking

Empreender um negócio não é nada fácil.

A preparação acadêmica e os conhecimentos profissionais dentro da sua área de atuação são apenas o começo.

É preciso buscar clientes, atendê-los, zelar pela qualidade dos produtos e serviços , criar novidades e ofertas, cuidar da contabilidade, pagar contas, resolver questões burocráticas nos cartórios, bancos e órgãos oficiais. É por isso que muita gente desiste de empreender.

Ter que contratar contador, advogado, segurança, aluguel do espaço, todos os tributos fiscais, secretários… Ufa! É muita coisa quando se está começando e mesmo para quem já está estabelecido no mercado.

As responsabilidades são muitas e é por isso que muita gente está optando por maneiras alternativas de administrar os negócios.

Uma dessas formas inovadoras e colaborativas é o coworking. Um conceito que vem se popularizando nas últimas décadas e que tornou-se uma alternativa inteligente de espaço de trabalho. 

 

História do coworking no mundo dos negócios

O primeiro espaço de coworking conhecido surgiu em Berlim,  nos anos 90, quando um grupo de profissionais de tecnologia da informática passou a se reunir em um espaço comum para discutir técnicas de como evitar invasões de hackers.

Nessa época, ninguém chamava de coworking.Esse primeiro espaço foi chamado de C- base, uma espécie de hackerspace, mas não no sentido pejorativo.

O espaço foi bem aceito e com o tempo passou a receber conferências e palestras voltadas ao campo da tecnologia da informação. Assim, a modalidade acabou chegando aos Estados Unidos, onde foi se popularizando cada vez mais.

Com o passar dos anos , freelancers  e pessoas iniciando seus negócios no mercado passaram a buscar espaços em comum para trabalhar em projetos conjuntos, dividindo aluguel e outras despesas prediais.

Já que arcar com tudo sozinho pode ser bastante oneroso, este movimento acabou caindo no gosto de jovens profissionais que não tinham espaço próprio de trabalho.No início dos anos 2000, compartilhar espaços de trabalho passou a ser bastante comum.

 

Origem da palavra coworking.

A palavra surgiu para designar os trabalhadores e profissionais que se uniam para criar projetos em conjunto, não fisicamente ou no mesmo espaço, necessariamente. Eles trabalhavam em conjunto no desenvolvimento de projetos e contavam com apoio mútuo intelectualmente.

Quando os espaços de trabalho físico começaram a ser divididos entre profissionais de áreas diferentes para dividir as despesas, o termo também foi adotado por eles para denominar esses espaços de trabalho.

Com a popularização deste tipo de espaço coletivo, algumas empresas passaram a investir  em  locação , manutenção e administração de lugares específicos para essa finalidade, oferecendo todos os serviços de infraestrutura para escritórios de trabalho.

 

Principais dúvidas sobre coworking

A possibilidade de dividir as despesas atrai muitas pessoas para esta modalidade de trabalho.

Apesar do interesse, muitos têm  dúvidas sobre o coworking e não se sentem seguras para aderir,  exatamente porque não sabem de como funciona.

Continue acompanhando o artigo e obtenha resposta para as 10 dúvidas mais comuns sobre coworking.

 

Como funciona o coworking na prática?

Coworking é um espaço de trabalho compartilhado oferecido para ser usado por empresas, empreendedores individuais, profissionais liberais, artistas, contadores, etc.

 

Que tipos de empresas podem optar pelo coworking ?

Desde empreendedores individuais e startups, até  empresas consolidadas no mercado podem compartilhar os mesmos espaços de coworking.

 

O que um espaço coworking pode me oferecer?

Um espaço coworking pode oferecer infraestrutura completa para sua empresa. Serviços como secretariado, endereço comercial e fiscal, limpeza, segurança e espaço de trabalho. Os espaços podem variar de uma bancada compartilhada a salas de reuniões, escritório fechado ou compartilhado.

 

Quais as vantagens de trabalhar em coworking ?

O trabalho em sistema coworking pode oferecer muitas vantagens. Não ter que se preocupar com serviços de segurança, limpeza e  secretariado são algumas delas. 

O endereço fiscal e comercial oferecidos  são imprescindíveis a legalidade de uma empresa  e não precisar ter essa preocupação poupa bastante tempo e trabalho.

Estar em contato direto com outras empresas e profissionais. Isso pode facilitar a interação e construção de parcerias comerciais em projetos e oportunidades de negócios.

 

Quais são os serviços oferecidos?

São muitos os serviços que as empresas de coworking oferecem para quem contrata um espaço. De acordo com o pacote escolhido é possível contar com os seguintes serviços como ar-condicionado; armário privado; atendimento telefônico personalizado; biblioteca; bicicletário; café; cozinha/copa; endereço comercial; endereço fiscal; escritório virtual; escritórios mobiliados e equipados; espaço para convivência; estacionamento; estações de trabalho; internet de alta velocidade; limpeza diária; lounge; recepção; sala de atendimento; sala de espera; sala de reunião; salas mobiliadas exclusivas; secretária remota e segurança.

 

Quanto custa contratar ?

Existem planos acessíveis e outros mais caros, dependendo da empresa contratada. Antes de contratar pesquise com atenção os valores dos pacotes e os serviços que você deseja incluir.

 

No coworking, dividirei meu escritório ?

Não necessariamente. É possível contratar salas e escritórios privativos. 

 

Como funciona o pagamento das despesas do espaço?

Normalmente todas as despesas de infraestrutura estão inclusas no valor do plano contratado.

Trabalhar em espaços coworking pode oferecer vantagens na relação custo- benefício, principalmente para você que busca independência e flexibilidade.

Conheça as vantagens do coworking e escolha entre diversas possibilidades de espaços e pacotes conforme sua necessidade.

Compartilhar

Veja Também

ECONOMIZE COM OS ESCRITÓRIOS COMPARTILHADOS

Novos espaços para empresários, autônomos e freelancers oferecem custos reduzidos e estimulam o empreendedorismo Veja matéria completa em http://www.istoe.com.br/reportagens/299383_ECONOMIZE+COM+OS+ESCRITORIOS por Fabíola Perez – em 21/01/2015 Nascida no

Leia mais