Aluguel de sala comercial: as vantagens de optar pelo coworking

Quando estamos começando um negócio, são mil e uma coisas para pensar. Mas uma das principais preocupações dos novos empresários, prestadores de serviços ou mesmo trabalhadores de motos, é a seguinte: aluguel de sala comercial.

Isso acontece porque queremos, claro, uma boa localização do nosso negócio, um ambiente agradável para receber clientes e ter um bom custo com isso. No entanto, nem sempre o local tem um valor acessível para que a gente possa se instalar e realizar o nosso sonho de empreendedor. Por isso, quando pensar em aluguel de sala comercial, coloque na balança os custos que você pode ter e pense em alternativas. 

 

Claramente, podemos dizer que uma dessas é utilizar um coworking, que pode ser um ótimo lugar para fazer parceiros e negócios e ter uma estrutura de empresa. Pois é, esse espaço físico que é compartilhado por outros profissionais, tem muita coisa legal e vários benefícios. Além de dividir despesas gerais, você pode compartilhar áreas tecnológicas que demorariam um pouco para você montar se estivesse sozinho.

O que é um coworking?

A colaboração de lugar é uma maneira nova de ter um local mais estruturado para trabalhar, sem falar no conforto. 

Essa já é uma tendência de usuários de startups e freelancers que utilizam espaços colaborativos para fazer os seus serviços. Sendo assim, com economia e conforto.

A junção de várias pessoas em um espaço de colaboração está permitindo que mais e mais escritórios sejam criados no país. É estimado que existam mais de 4 mil coworkings ao redor do planeta e dezenas deles no Brasil.

Os ambientes dentro de um coworking são pensados para diversas áreas, sem uma limitação específica. Tem lugar para o advogado, o programador, consultor, contabilista e várias outras atividades.

Todo esse sucesso é fruto de uma simples ideia: profissionais independentes querem espaços democráticos onde possam desenvolver projetos, sem permanecer isolados de seu escritório de casa ou distraídos nos espaços públicos.

Através de um coworking você encontra a oportunidade de fazer networking, ter a estrutura de um negócio maior, fora que vira seu endereço físico. 

Infelizmente, apesar da fomentação da internet, em diversas áreas, muitos preferem que uma empresa seja física e tenha um local para “cobrar” o serviço, ao invés de fazer uma ligação, por exemplo.

Diminuição dos custos

Como todos que compartilham o mesmo espaço – que é o espaço do coworking, participam do pagamento do aluguel das salas de reunião, além das taxas de internet, água, luz e telefone que já são embutidas no valor, juntamente dos impostos.

Isso resultará em grande redução de custos, garantindo mais lucro para o seu negócio, com uma redução de despesas que você poderia ter se pensasse no aluguel de sala comercial sozinho.

Networking facilitado

Vamos supor que você é um redator e um outro redator na mesa em frente, que já não tem mais vaga de clientes, sendo que você tá começando agora. Ele poderia repassar clientes. Certo? Essa é a magia de um bom networking, geração de oportunidades.

Vamos supor que você precise de identidade visual nova, encontrar na mesa ao lado da sua um bom design seria ótimo, né? E se um advogado precisasse do seu serviço, sendo que ele fica na mesa detrás da sua. Acha que ele procuraria outro fora ou no novo colega?

Provavelmente, ele fecharia negócio com você.

Compartilhamento do espaço com outros profissionais

Além da gama de profissionais que você encontra em um só lugar. Creia que você precisa de pessoas para fazer algum serviço para você, isso é natural. Em algum momento, fazer amizades e compartilhar um ambiente pode te ajudar.

Fora que, quando temos colegas de trabalho, que atuam em áreas diferentes da nossa, mas andam lado a lado ali, no batente de cada dia, a gente acaba saindo mais da rotina do que o normal e isso também é uma vantagem.

Você também pode convidar colegas do mesmo setor que o seu para compor uma turma bacana de pessoas que trabalham na mesma área e podem dividir experiências e, quem sabe, ajudar o outro a captar novos clientes.

Endereço comercial físico

As pessoas costumam confiar mais em profissionais com endereços fixos de trabalho do que em freelancers que trabalham em casa. Até porque o endereço físico é onde o cliente pode “cobrar” pelo que está solicitando, então a facilidade é maior.

 

Além disso, com o coworking você consegue separar melhor sua vida pessoal da sua vida profissional.

Porque se um dia o cliente bater na sua porta de casa, no domingo, creio que você não vai gostar nenhum pouco, principalmente se estiver em momento de lazer com a família.

Em última análise, é importante que sua empresa tenha horários de funcionamento específicos.

Boa localização

A localização é um elemento chave para o sucesso de qualquer negócio.

Um ambiente de coworking também ajuda nisso. Isso ocorre porque eles são estrategicamente projetados em áreas de alto tráfego, como centros de cidades ou áreas nobres, que possuem fluxo de pessoas intenso.

Assim, os clientes podem facilmente encontrar serviços sem precisar rodar muito por aí.

Conheça espaços de coworking perto de você

Ao invés de ficar procurando por aluguel de sala comercial, você pode optar pela economia, lucro e networking de alto padrão. É só buscar pelo coworking mais perto de você e garantir a sua vaga.

Até porque, o número de pessoas nesses locais é limitado. Se você realmente tem perfil para ambientes colaborativos, alegres e com a calma que você precisa, o coworking é o melhor lugar para isso!

Veja agora o coworking mais perto de você!

Compartilhar

Veja Também

COWORKING NO BOM DIA SE

Entrevista concedida pelo Sr. Rosivaldo Nascimento, Delegado Regional Norte/Nordeste.   Edição veiculada em 29/01/2015. http://g1.globo.com/se/sergipe/bom-dia-sergipe/videos/t/edicoes/v/coworking-e-uma-proposta-de-economia-para-empresarios/3926861/

Leia mais

Coworking & Sustentabilidade

A sustentabilidade empresarial tem muito valor. Empresas que atuam com práticas de ESG – termo em inglês que remete às práticas ambientais, sociais e de

Leia mais