Como abrir uma startup: passo a passo

Iniciar um novo negócio pode ser uma tarefa difícil, principalmente se não tivermos clareza e estrutura para dar os primeiros passos. 

 

Abrir uma startup não é diferente, afinal, como qualquer outra empresa, precisa de um modelo de negócios que funcione, gerando assim, resultado para os sócios e acionistas. 

 

Estudos mais recentes mostram que o número de startups vem aumentando de maneira vertiginosa no Brasil, independente de produtos ou serviços. Por outro lado, o SEBRAE indica que mais de 30% das empresas abertas por aqui não conseguem se manter no mercado.

 

Mas como abrir uma startup? Esse texto aqui vai te apresentar, de maneira rápida, um passo a passo que pode te ajudar a abrir um negócio exponencial!

Tudo começa com uma ideia

Pode parecer clichê, mas os passos de como abrir uma startup começam por uma ideia! Grandes startups da atualidade, as famosas startups unicórnios (que tem valor de mercado acima de 1 bilhão de dólares) partiram de uma ideia inovadora, que poderiam resolver problemas verdadeiros.

 

Então, se você já pensou em um produto ou serviço que possa resolver um problema (simples ou complexo) para a sociedade, você já deu o primeiro passo para abrir sua startup.

Conheça e valide o mercado

Ainda assim, é preciso fazer a lição de casa. O próprio conceito de startup aponta para um modelo de negócio replicável e escalável, porém, com cenário de incerteza (alto risco).

 

Sendo assim, após você desdobrar sua ideia em ações para iniciar o negócio, considere explorar o seu público-alvo in loco, ou seja, visite potenciais clientes reais, converse com eles e busque entender se o produto ou serviço que você está buscando ofertar à ele realmente atende as necessidades dele.

 

Uma boa alternativa é participar de eventos que promovem esse tipo de ação, onde você precisa apresentar um MVP (Minimum Viable Product e significa produto mínimo viável) por exemplo, ou comprovar hipóteses de market fit, que seria o grau com que o seu produto e/ou serviço satisfaz uma forte demanda de mercado. Esses são os primeiros passos para a criação de um empreendimento de sucesso.

Finanças

Tendo sua ideia e modelo de negócio validado no mercado, é hora de angariar recursos para desenvolver sua startup e realizar as primeiras vendas. Aqui o MVP e o Market Fit são colocados à prova!

 

Geralmente startups começam com recursos muito escassos, provenientes do próprio bolso, amigos e família próximos. No entanto, para ganhar escalabilidade e desenvolver novos produtos e soluções, muitas vezes é preciso contar com aportes externos. 

 

Buscar aceleradoras de startups e incubadoras que te colocam as vistas de possíveis investidores é uma excelente opção. Além de ter suporte e mentoria, você pode apresentar seu projeto para pessoas e empresas que tenham interesse em investir no seu negócio, como investidores anjo ou venture capital.

Time de sucesso

Ao começar seu projeto, lembre-se que não se vai muito longe sozinho. É preciso contar com sócios e colaboradores que vestem a camisa, acreditam na solução e estão dispostos a ‘fazer acontecer’.

 

Ao recrutar novos talentos, faça um seletivo organizado e voltado para profissionais que não só possuam o conhecimento que sua startup esteja precisando, mas para pessoas que estejam engajadas com a ideia juntamente com você. Saiba que num momento de investimentos maiores, a sincronia do time também é avaliada por investidores.

 

Para garantir que seus colaboradores estejam bem, com foco e engajados, é preciso fornecer estrutura moderna e adequada para o trabalho. Uma ótima alternativa para startups – sobretudo as que estão dando os primeiros passos — é o coworking.

 

O coworking possui todas as comodidades necessárias para equipes de trabalho dinâmicas, além de claro, um ambiente moderno e descontraído, tornando o trabalho mais agradável.

 

Por ser possível alugar tanto no espaço compartilhado quanto nas salas privativas (além de outras modalidades) sob demanda, você não precisa se preocupar em achar um lugar compatível com sua equipe, preocupando-se com o tamanho futuro do time. Caso o time aumente, é só contratar mais estações de trabalho (e o contrário também).

Conclusão

Um novo projeto pode parecer impossível no início, mas com foco e dedicação é possível ir muito longe. Startups como Nubank, Stone, Conta Azul, Rock Content e tantas outras mostram como é possível.

 

Além de ser um ambiente moderno e completo, o coworking é uma ótima alternativa para empreendedores que querem fornecer conforto e qualidade aos seus colaboradores, e ainda assim, economizar!

Compartilhar

Veja Também