BLOG

Entenda as diferenças entre Home Office e Trabalho Remoto

Ancev dia 09

Entenda as diferenças entre Home Office e Trabalho Remoto

Pode parecer estranho, mas trabalho remoto não é o mesmo que o home office. Ambos são grandes tendências bem comuns atualmente que trazem diversos benefícios tanto para sua equipe como para sua empresa, principalmente quando se trata em pensar na contratação de novos profissionais à equipe, independentemente de suas localizações.

Mas para entender a fundo quais são as principais diferenças entre home office e trabalho remoto, continue acompanhando o conteúdo com a gente. Boa leitura!

O que é Home Office?

Home office é um termo em inglês que pode ser traduzido como “escritório em casa”. Entretanto, tem muito por trás deste nome. Trabalhar em casa —  ainda mais agora em tempos de pandemia —  é a mesma coisa que você faz quando trabalha em um escritório fixo, porém, em sua própria casa com todos os auxílios e suprimentos necessários. 

Até mesmo antes da pandemia, diversas empresas já adotavam esse tipo de trabalho, incentivando ainda mais seus colaboradores a terem uma experiência diferente e confortável. Essa ação gera diversos benefícios, não só para a empresa mas também para o funcionário, pois ele se sente confiável perante a empresa por ser liberado para essa modalidade de trabalho, além de proporcionar ainda mais produtividade.

Poder trabalhar da onde você quiser, desde a mesa da cozinha até o quarto, é uma liberdade e uma mudança significativa em relação à sua rotina e ao ritmo normal de trabalho — o que pode ser muito bom de vez em quando. 

O home office possibilita uma forma diferente de encarar a rotina de trabalho e ainda com toda a estrutura de seu escritório e, as pessoas que trabalham lá ajustam suas atividades de acordo com sua ausência. 

Todavia, o home office não se limita apenas em trabalhar dentro de casa, também é possível alugar um espaço em algum coworking de sua confiança para poder trabalhar. Nem todos possuem um lugar específico para fazer suas atividades em casa, mesmo tendo todos os equipamentos necessários (notebook, cadeira, mesa e afins).

Muitas vezes, precisamos mais do que isso, ou seja, um ambiente tranquilo, criativo, moderno e que possibilita executar o trabalho de maneira eficiente, como é o caso do coworking.

Ah, e fique tranquilo, no Brasil, a prática do home office é regulamentada pela Lei nº 13.467, sancionada em 2017 pelo ex-presidente Michel Temer, conhecida como Reforma Trabalhista.

E agora, o que é o trabalho remoto? Acompanhe!

O que é Trabalho Remoto?

O trabalho remoto, assim como o home office, também não possui limitações de espaço, podendo trabalhar de qualquer lugar. 

Neste modelo de trabalho remoto, o colaborador tem a liberdade de escolher o lugar onde se sente mais confortável para fazer suas funções diárias de trabalho. Ele possui um sentido mais amplo, que engloba diversas possibilidades. Isso significa que você pode escolher trabalhar:

  • Em casa quando precisar;
  • Em um espaço de coworking; 
  • No escritório sede da sua empresa;
  • Em um café ou biblioteca etc.

Outro fator importante que também difere o home office com o trabalho remoto, é que no home office o trabalho pode ser 100% na sua casa, como também pode ser somente em alguns dias da semana, o que você preferir. E, já no trabalho remoto, o funcionário está frequentemente a distância, sendo capaz de ter momentos na empresa presencial, contudo, em pequenos períodos da semana.

O trabalho remoto requer um conjunto de fatores, habilidades e recursos para dar certo. Demanda uma atitude de alta responsabilidade e níveis importantes de atribuições de gerenciamento de tempo, organização e foco.

Além disso, necessita essencialmente de uma comunicação proativa com a equipe e os clientes, assim como também uma proatividade para saber o que está acontecendo com o seu time, uma vez que você não tem um tempo presencial habitual com eles. 

Agora, levando em consideração as duas formas de trabalho, tanto o home office quanto o trabalho remoto, ambos apresentam benefícios importantes, como por exemplo:

  • Flexibilidade de horários para realizar o serviço;
  • Redução de estresse  e gastos extras com deslocamentos e trânsito;
  • Mais oportunidades para fechar bons negócios;
  • Qualidade de vida;
  • Mais produtividade nas atividades;
  • Otimização de tempo no dia a dia;
  • Possibilidade de contratações de pessoas de outros estados e até países;
  • Economia financeira tanto para colaboradores quanto para gestores;
  • Mais equilíbrio na vida pessoal e profissional.

 

Independente de qual das duas modalidades você trabalha, ambas exigem um cronograma rigoroso para que não haja procrastinação e desorganização. E lembre-se, aposte em ambientes coworking para ganhar mais produtividade e eficiência nessas ambas modalidades de trabalho. 

Quer ficar por dentro de mais conteúdos como este? Acesse nosso blog e saiba mais!

 

Compartilhar:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

VEJA TAMBÉM