BLOG

Coworking no pós-pandemia: saiba o que esperar.

WhatsApp Image 2021-11-03 at 13.59.22 (1)

Esse cenário que estamos vivendo diante do coronavírus nos fez perceber diversas mudanças no universo corporativo e, entre elas, está o uso ainda mais frequente do coworking.

Fato é que diversos empreendedores têm demonstrado mais resiliência do que nunca, se adequando a essa nova realidade e se desdobrando em inúmeros desafios. Dessa forma, nos faz pensar como será o cenário do coworking no pós-pandemia, quais serão os novos desafios e o que veio para ficar.

Para conferir o conteúdo, continue acompanhando com a gente. Boa leitura!

Entenda o cenário do coworking no pós-pandemia

Agora que milhões de profissionais provaram que são capazes de fazer seus trabalhos de maneira remota, muitos especialistas viram que se tornará ainda mais comum as pessoas dividirem seu tempo entre trabalhar em casa e ir para o escritório. 

E em um cenário de pós-pandemia, iremos notar que apenas as maiores empresas (da qual possuem seus orçamentos mais altos) conseguirão manter sua sede, enquanto empresas menores terão seus custos reduzidos e terão que descartar ter um espaço físico.

Com isso, virá a alta procura por espaços coworking, que é muitas vezes, até mesmo em grandes escritórios, uma alternativa muito efetiva, visto que trará para os colaboradores outra atmosfera de trabalho, mais leve, com pessoas diferentes, ambiente criativo e descontraído, que só traz benefícios para ambas as partes.

Além disso, por mais que as empresas ofereçam e dão todo o suporte necessário para o indivíduo trabalhar remotamente sem sua casa, eles ainda vão querer um lugar para se conectar com outros grupos pessoalmente. Ou seja, os espaços de coworking e comunidade estão posicionados de forma única para preencher o vazio e tornar a rotina de trabalho ainda melhor.

Os espaços de coworking têm esse potencial de fornecer serviços de negócios essenciais para apoiar a força de trabalho remota mais perto de onde eles estão, facilitando a vida da empresa e do colaborador.

Antes da pandemia, os espaços de coworking já eram muito bem vistos e procurados por empresas, empreendedores individuais e entre outros. Agora, com a vinda do novo coronavírus, essa situação só aumentou e tem se tornado uma opção extremamente vantajosa para todos. 

Mas como se adaptar a essa nova realidade?

Várias etapas e protocolos deverão ser seguidos ao extremo, se antes já era necessário promover um ambiente limpo, agora com o cenário de coworking no pós-pandemia, essa preocupação virá ainda mais à tona. 

Para que as empresas e outras pessoas continuem sua expansão, os espaços coworking terão que ser projetados para atender outras perspectivas e preocupações dos trabalhadores e empresas sobre espaçamento e higiene.

Mas o que isso quer dizer? Que os funcionários poderão escolher espaços onde designaram assentos em mesas mais distantes, com mais segurança sanitária e também mais conforto e privacidade (apesar de que os coworking oferecem diferentes possibilidades de salas para as mais variadas necessidades e escolhas). 

Apesar disso, eles também contam com a ideia de ter acesso a materiais de limpeza, bem como protocolos de higienização seguidos com frequência para manter os membros sempre saudáveis ​​e seguros.

E diante desse cenário, os especialistas acreditam que os funcionários terão mais possibilidades de deixarem seus escritórios em casa por um ambiente de trabalho que oferece mais do que apenas espaço na mesa, mas sim tranquilidade, diversão e muito networking.

A realidade é que as pessoas sempre  estão — e precisam — procurando um lugar para se conectar, encontrar uma comunidade que faça sentido para elas para encontrar um propósito. Afinal de contas, foi isso que levou as pessoas a procurarem cada vez mais os espaços de coworking em primeiro lugar em suas opções de ambiente de trabalho. 

Esperamos que você tenha gostado do nosso conteúdo e continue nos acompanhando no blog da Ancev

 

Compartilhar:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

VEJA TAMBÉM