Dicas para desenvolver a inteligência emocional no trabalho

O estudo do comportamento humano oferece insights importantes sobre o ambiente corporativo. No cenário atual do qual estamos vivendo sobre pandemia, a discussão sobre o papel da inteligência emocional no trabalho é essencial e precisa ser abordada. Isso porque a conscientização dos profissionais sobre o assunto tornou-se uma estratégia dentro das empresas, afinal, todos são beneficiados nesse processo.

 

Em qualquer campo, ter inteligência emocional significa ser capaz de equilibrar as coisas para se manter organizado e ter um bom desempenho. No entanto, mudar a rotina pode ser um desafio.

 

Pensando em ajudar você a desenvolver essas habilidades, criamos o conteúdo de hoje para te ajudar neste aspecto. Boa leitura!

O que é inteligência emocional?

A inteligência emocional (soft skill) — às vezes referida como “quociente emocional” —  refere-se à capacidade de uma pessoa de reconhecer, entender, gerenciar e raciocinar com suas emoções. É uma habilidade crítica quando se trata de comunicação interpessoal, pois é um tema pertinente não apenas na psicologia, mas no mundo dos negócios.

 

Isso também está altamente relacionado com competências comportamentais, que estão ligadas aos comportamentos, atitudes e sentimentos de uma pessoa, tanto no ambiente social como no empresarial, podendo assim, determinar se um profissional é adequado ou não para determinado papel.

 

Por fim, a inteligência emocional é a capacidade de gerenciar e identificar suas emoções, expressando-as de maneira respeitosa e útil. No local de trabalho, isso ajuda a responder com feedback de apoio e pode auxiliá-lo a entender melhor seus colegas de trabalho e entre outras situações.

 

As características da inteligência emocional incluem a autoconsciência, a capacidade de gerenciar suas respostas emocionais, a empatia e a capacidade de manter relacionamentos saudáveis.

 

Agora que você já sabe o que é este termo, vamos aprender como trabalhar sua inteligência emocional através de algumas dicas, vamos lá?

  1. Seja mais autoconsciente

Estar ciente de suas emoções e sobre as respostas emocionais das pessoas ao seu redor pode melhorar muito sua inteligência emocional. Saber quando você está se sentindo ansioso ou com raiva pode ajudá-lo a processar e comunicar esses sentimentos de uma maneira que promova resultados saudáveis. Com isso, você aprende a lidar com seus sentimentos e, consequentemente, melhora sua motivação e relações interpessoais no trabalho.

  1. Demonstrar autocontrole

Dizer ‘não’ pode ser difícil por várias razões: você pode não querer adiar a gratificação, pode não querer ferir sentimentos, pode sentir que pode lidar com algo melhor do que outra pessoa, enfim, são diversas situações mas, seja qual for o motivo, dizer ‘não’ é uma boa prática em inteligência emocional, viu?

Você não apenas servirá de modelo de comportamento para os outros, mas também sentirá menos ressentimento ao reagir dessa forma.

Diga ‘não’ de uma maneira que honre você e a outra pessoa o máximo possível e com todo o respeito. Fazer isso ajudará sua IE e os níveis de estresse.

  1. Pratique a escuta ativa

As pessoas se comunicam por meio de comunicação verbal e não verbal, por isso é importante ouvir e observar reações potencialmente positivas e negativas. Tirar um tempo para ouvir os outros também indica um nível de respeito que pode formar a base para relacionamentos saudáveis.

  1. Pratique a aprendizagem

Uma mentalidade de aprendizado ao longo da vida abre você para novas ideias e atividades que ensinam mais sobre você e as pessoas ao seu redor. Permanecer flexível e curioso ajuda você a desenvolver inteligência emocional e encontrar possibilidades de solução e cria uma visão mais positiva da vida.

  1. Questione suas próprias opiniões

Em um mundo cada vez mais conectado, é fácil cair em uma ‘bolha de opinião’. Neste caso, suas próprias opiniões são constantemente reforçadas por pessoas com pontos de vista semelhantes. Reserve um tempo para entender o outro lado da história e ter o seu ponto de vista desafiado (mesmo que você ainda sinta que eles estão certos). Isso o ajudará a entender outras pessoas e a ser mais receptivo a novas ideias.

  1. Tire um tempo para celebrar o positivo

Uma parte fundamental da inteligência emocional é tirar um tempo para celebrar e refletir sobre os momentos positivos proporcionados ao longo da vida. As pessoas que experimentam emoções positivas geralmente são mais resilientes e mais propensas a ter relacionamentos satisfatórios, o que as ajudará a superar as adversidades.

  1. Mas reflita também o negativo

Você deve estar se perguntando como ter inteligência emocional pensando no negativo? Bom, isso faz total sentido, pois refletir sobre os sentimentos negativos é tão importante quanto refletir sobre os positivos. Entender por que você se sente negativo é a chave para se tornar um indivíduo completo, mais capaz de lidar com questões negativas no futuro.

  1. Reconheça seus gatilhos emocionais

Indivíduos autoconscientes são capazes de reconhecer suas emoções à medida que elas ocorrem. É importante ser flexível com suas emoções e adaptá-las à sua situação. Não negue suas emoções diante das pessoas, contudo, também não seja rígido com elas, reserve um tempo para processar suas emoções antes de comunicá-las.

  1. Habilidades sociais

Ser capaz de interagir bem com os outros é uma característica muito importante da inteligência emocional. A verdadeira compreensão emocional envolve mais do que apenas considerar suas próprias emoções e as dos outros. Você também precisa ser capaz de colocar essas informações para trabalhar em suas interações e comunicações diárias.

 

Você pode trabalhar essa e as outras habilidades que citamos acima em ambientes de coworking, por exemplo, do qual é possível sair da bolha, ter contato com pessoas e lugares diferentes, podendo criar novos relacionamentos e skills diferentes.

 

Poder trabalhar nesse tipo de ambiente que proporciona isso, fica muito mais fácil lidar com diversas situações de pressão do dia a dia.

 

Considerando todos esses fatores, é fácil discernir por que a inteligência emocional é importante no local de trabalho, não é mesmo? Continue acompanhando nossos conteúdos através do nosso blog.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar

Veja Também