BLOG

Na ponta do lápis: Escritório próprio X Coworking e Escritório Virtual

Imagem Blog 17.06

Se atualmente você está pensando em investir no seu espaço físico para alavancar os seus negócios ou se já tem o seu próprio escritório, mas tem pensado se é de fato a alternativa mais rentável para a sua empresa, este texto foi feito para você.

Antes de qualquer coisa, você precisa analisar se para o seu negócio é necessário ter um grande espaço físico para armazenar algum tipo de mercadoria e/ou atender ao público. Caso este seja o seu caso, ter o seu próprio escritório certamente é a melhor alternativa.

Mas, se a sua empresa não se enquadra nestes pré-requisitos, a chance de um escritório virtual ou coworking atender perfeitamente as suas necessidades é muito grande.

Vamos para as contas?

Separamos para você, quais os principais custos que precisam ser levados em consideração na hora de analisar o que realmente compensa para a sua empresa. Confira:

Gastos com escritório próprio

O espaço: Aluguel e Condomínio

Sobre este ponto, muitas questões influenciarão no valor final:

– Tamanho do Imóvel (de acordo com o tamanho da sua equipe);

– Localização do Imóvel (em pontos mais estratégicos da sua cidade ou bairros mais afastados);

– Se o imóvel ainda terá o custo adicional de condomínio.

Mobiliário

Agora de escritório com endereço definido, existe a necessidade de equipar o espaço. Certo?

Mesas de trabalho, cadeiras, ar-condicionado (caso o imóvel não tenha) e uma decoração básica são alguns dos itens que certamente você precisará investir.

Estrutura e Manutenção

Água, luz, limpeza do escritório, o cafezinho…

Considere tudo isso na hora de calcular o valor total.

Internet

Para uma boa conexão, que não prejudique a sua rotina de trabalho você não investe menos de R$ 400,00 por mês. Concorda com a gente?

Recepcionista/Telefonista

Sobre este investimento, você precisa pensar se ter um profissional com este perfil é necessário para a sua empresa.

Gastos com os escritórios compartilhados (coworkings)

Você viu anteriormente alguns dos gastos que você teria se alugasse um imóvel próprio para o seu negócio. Agora imagine juntar todas estas despesas e dividir com outras empresas?

Tudo isso é possível quando você opta por este tipo de contratação.

Sem contar que assim você economiza e pode usar essa verba que “sobra”, como capital de giro para o seu negócio.

Além disso, a sua empresa adquire outros ganhos e facilidades (além da economia):

  • Salas de reunião e treinamentos que podem ser locados por hora, diária ou até mensalmente;
  • Endereço fiscal;
  • Ambiente de inovação;
  • Muito networking.

Bacana não é mesmo?

Agora basta você pensar na real necessidade do seu negócio e partir para a ação.

Outra característica dos escritórios compartilhados, é que a contratação do espaço é menos burocrática. Você não precisa ter o intermédio de uma imobiliária e um fiador e o seu contrato pode ser de acordo com o tempo que você realmente precisa, podendo ser por exemplo, de apenas um mês.

Assim, contar com um coworking ou escritório virtual é muito mais fácil e flexível para que você possa tomar todas as decisões referentes ao seu negócio com calma e com uma parceria que visa o crescimento da sua empresa.

Os coworkings estão por todas as cidades do Brasil!

Invista na facilidade e preserve os seus recursos. Vem com a gente!

Gostou do nosso conteúdo? Leia mais aqui no nosso blog.

Compartilhar:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

VEJA TAMBÉM