REINVENÇÃO PROFISSIONAL: QUANDO TENTAR ALGO NOVO?

Mudar de carreira nem sempre é uma decisão fácil de ser tomada. Além de conviver com o medo da instabilidade financeira, muitos acham que já passaram da idade para recomeçar. A verdade é que fazer essa mudança, independentemente da idade ou ocupação, pode lhe trazer bons frutos. Desafiadora, a reinvenção profissional é arriscada, mas também bastante prazerosa, desde que haja dedicação, pesquisa e planejamento.

Trocar de área somente faz sentido se estiver alinhado com o seu propósito de vida, pois trabalhar com aquilo que se ama tem um peso importante, visto que a profissão ocupa grande parte do nosso dia e muitos outros acontecimentos importantes ocorrem a partir dela. Por muitas vezes possuímos aptidões para atuar em outros nichos, mas, infelizmente, por questão de necessidade ou até mesmo de comodidade, acabamos optando por aquela atividade que gera uma receita com maior liquidez e que se encaixe à nossa zona de conforto.

 Planejamento é essencial

Optar por uma nova atividade é uma decisão complicada a ser tomada, pois quando já existe algo construído, é comum que se pense que não dá mais tempo de arriscar e prefira o certo ao duvidoso, gerando insatisfação e estagnação. Porém, ao constatar que já não dá mais para se manter naquela carreira, é preciso traçar uma rota. É essencial refletir. Outra dica é criar uma lista de prós e contras a respeito da profissão almejada. Também é indicado realizar uma pesquisa de mercado junto a indicadores oficiais para que se possa ter maior segurança na decisão. Vale também ouvir a opinião de pessoas próximas, como família e amigos, mas com moderação, afinal, a decisão é sua.

Novos caminhos

Diversos são os caminhos que o profissional pode seguir. Há quem almeje deixar de ser colaborador em uma empresa privada para se tornar funcionário público, visando melhores condições de salários e benefícios. Já outros preferem prestar vestibular e cursar uma segunda faculdade. Para que você obtenha sucesso em qualquer uma dessas decisões, escolha o cargo desejado e consulte editais anteriores. Planeje sua preparação e horários de estudo, programe simulados e revisões e busque todas as informações possíveis sobre como conquistar a ocupação ambicionada.

Abrir o próprio negócio também é a pedida. O número dos que se aventuram em busca de seus ideais é grande no Brasil. Não é à toa que o país está sempre em lugar de destaque quando se fala em empreendedorismo. Vale ressaltar que o futuro empresário deve acreditar e ter verdadeira identificação com a empresa a ser criada. Ele precisa ainda ser persistente, pois há um longo caminho cheio de altos e baixos a percorrer. Lembrando que o conhecimento adquirido em profissões anteriores pode ser bastante útil no futuro.

Tenha um plano B

Caso a mudança não tenha dado os resultados esperados, mantenha a calma. É possível conciliar a antiga carreira com a nova ocupação ou até mesmo tentar vivenciar novamente o sonho. Qualquer decisão é cercada de riscos. A criação de um planejamento inicial tem como função diminuir essas ameaças, mas não isenta de que elas apareçam. Portanto, caso você passe por uma frustração, o que vai lhe amparar é um “plano B” que deve ter sido desenhado nesse planejamento. E não se esqueça: grandes empreendedores e personalidades já tiveram muitos projetos frustrados, mas a persistência os levaram ao sucesso. Inspire-se!

Ao mudar de carreira profissional é necessário tomar diversos outros cuidados. Saiba quais!

– Faz-se necessário tomar cuidado para não fazer um movimento impulsivo, pois muitos profissionais tomam decisões apressadas fundamentadas em dificuldades pessoais, modismo ou num salário mais atraente. É muito fácil se frustrar diante desses casos.

– O talento é tão importante quanto o desejo. Portanto, analise com cuidado quais são as suas habilidades.

– Mesmo que você tenha talento para a nova profissão é necessário avaliar também a demanda do mercado.

– Ao mudar de área de atuação, é importante construir uma outra rede de contatos. Essa ação demanda tempo.

– Uma transição de carreira gera custos que devem ser considerados. Por isso, é importante verificar se há recursos próprios suficientes para enfrentar com tranquilidade essa fase de mudança. Isso irá definir se é melhor deixar o atual trabalho e se dedicar plenamente à construção do sonho ou ir de forma mais gradual, sem abandonar o emprego.

Leia também:

Como sair da sua Zona de Conforto

http://ancev.org/como-sair-zona-conforto/

1 comentário em “REINVENÇÃO PROFISSIONAL: QUANDO TENTAR ALGO NOVO?”

  1. Pingback: COMO IR BEM NA ENTREVISTA DE EMPREGO | ANCEV | Associação Nacional de Coworkings e Escritórios Virtuais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Alguma ajuda?
Olá!
Gostaria de se associar ou buscar algum serviço de Coworking ou Escritório Virtual em algum lugar no Brasil?